Pugilista Beatriz Ferreira, baiana radicada em Juiz de Fora, é bicampeã do Strandja, na Bulgária

Bia venceu a número 2 do mundo e medalha de ouro do torneio em 2018 e 2020, Mira Potkonen, por decisão unânime.

Novamente no topo do pódio, Bia manteve a hegemonia das últimas temporadas na categoria 60kg (Foto: Reprodução YouTube)

Beatriz Ferreira confirmou que segue no mais alto nível de boxe em nova participação no 72º Torneio Internacional Strandja, uma das competições mais tradicionais do mundo na nobre arte. Em 27 de fevereiro, integrando a reta final do ciclo olímpico, a atleta de 28 anos conquistou o bicampeonato do torneio em Sófia, na Bulgária, ao vencer a finlandesa Mira Potkonen por 5 a 0, decisão unânime.

O duelo marcou o encontro de duas das principais competidoras da categoria 60kg e uma revanche da brasileira. Mira havia derrotado Bia na final do Strandja em 2018, além de ter sido também campeã no ano passado, quando a baiana, radicada em Juiz de Fora há 16 anos, não competiu.

Fonte: Tribuna de Minas – Por Bruno Kaehler