domingo, julho 14, 2024
BRASIL E MUNDODESTAQUENOTÍCIAS

Governo desembolsa R$ 840 mil para contratar atriz que gravou apoio à campanha de Lula

A partir do dia 26 de fevereiro, a TV Brasil, da estatal Empresa Brasil de Comunicação (EBC), trará de volta o programa “Sem Censura” sob o comando da atriz Cissa Guimarães. Para apresentar o programa, a atriz receberá R$ 840 mil por ano, o que corresponde a um salário mensal de R$ 70 mil.

A escolha da atriz para apresentar o novo “Sem Censura” chamou atenção pelo fato de Cissa estar entre os atores que, durante a campanha eleitoral de 2022, gravaram um jingle em apoio ao então candidato Lula (PT).

Cissa foi contratada pela estatal sem passar por um processo licitatório. Segundo informou a TV Brasil à imprensa, a contratação foi feita em conformidade com a Lei das Estatais e com o Regulamento Interno de Licitações e Contratos.

Ao todo, a EBC gastará R$ 5 milhões para manter o programa no ar por 13 meses. Esse valor corresponde aos 12 meses de programação mais um mês de produção, que a atriz não participou.

A presença de Cissa Guimarães no comando da bancada do programa já era cogitada desde os primeiros meses do governo Lula, em 2023. A expectativa era de que o novo “Sem Censura” fosse ao ar em julho de 2023, o que não aconteceu, pois o programa parou com as gravações um mês antes. Meses depois, a imprensa noticiou o retorno do programa para novembro de 2023, o que também não aconteceu.

Cissa deixou a TV Globo em 2021, depois de integrar o cast da emissora por 46 anos.

“O estúdio está um espetáculo. Vocês vão amar. Estou tão feliz, tão empolgada, que eu não vou contar mais nada, vocês vão ter que ver o programa”, disse Cissa Guimarães em um vídeo de divulgação publicado nas redes sociais da atriz e da TV Brasil.

Considerado um clássico da TV, por muito tempo o “Sem Censura” ficou atrelado à imagem da jornalista Leda Nagle, apresentadora que comandou o programa de 1996 a 2016.

Fonte: Gazeta do Povo – Por Diógenes Freire Feitosa