Dom Edson Oriolo, bispo diocesano de Leopoldina, visita Santo Antônio do Aventureiro onde celebra missa em memória do saudoso padre Gabriel

O bispo da Diocese de Leopoldina, Dom Edson José Oriano dos Santos, esteve ontem (17) visitando a cidade de Santo Antônio do Aventureiro onde, na oportunidade, celebrou na Igreja Matriz local uma missa em memória do saudoso padre Antônio José Gabriel, brutalmente assassinado no dia 17 de maio do ano passado.

Contando com um grande número de fiéis e amigos do saudoso pároco aventureirense, entre estes o prefeito Amaury de Sá Ferreira e familiares, a missa contou também com a participação de 22 sacerdotes, diáconos, monsenhores e seminaristas. Entre estes, registra-se a presença dos padres: Ênio (ex-Além Paraíba, atualmente em Rodeiro), Edson (ex-Além Paraíba, atualmente Volta Grande e Estrela Dalva), Valdir (Paracambi), Vanderson (Leopoldina), Rômulo (Além Paraíba), monsenhor Chamel (Leopoldina), Douglas (São Sebastião da Vargem Alegre), monsenhor Valdecir (Pirapetinga), Edimilson (Santo Antônio do Aventureiro) e outros.

Em sua homilia, o bispo diocesano relembrou a importância do saudoso pároco na história da Igreja Católica em Santo Antônio do Aventureiro, responsável pela restauração da belíssima e centenária igreja matriz, assim como de outros templos católicos da região, como também centenária Igreja Madre de Deus de Angustura, Marinópolis, São Domingos e Alto da Conceição.

Após a celebração, onde padre Ênio, que atuou em Além Paraíba com grande proximidade ao saudoso sacerdote, fez um emocionante relato sobre a atenção e carinho com que Antônio José Gabriel tinha com seus paroquianos, foi inaugurado um busto do mesmo no pátio ao lado da Igreja Matriz de Santo Antônio do Aventureiro, ocasião em que, entre os presentes, estavam presentes uma irmã e uma sobrinha do ex-pároco aventureirense.

Vale ressaltar, a municipalidade aventureirense, através de lei municipal aprovada pelo Legislativo Municipal, custeou as despesas pela confecção do busto inaugurado, uma escultura realizada pelo artista mineiro Fábio Dias, da localidade de Santa Rita, pequeno distrito pertencente ao município de Ouro Preto (MG).

As imagens mostradas são de autoria de Flávio Senra, editor do Jornal Além Parahyba…

Leia mais sobre o crime que abalou a região: