domingo, julho 14, 2024
BRASIL E MUNDODESTAQUENOTÍCIAS

Nikolas Ferreira é eleito presidente da Comissão de Educação da Câmara

Escolha do deputado mineiro pelo PL foi a mais polêmica do dia e quase provocou adiamento dos trabalhos.

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) foi eleito ontem, quarta-feira (6), o novo presidente da Comissão de Educação da Câmara. Ele exercerá o cargo durante todo o ano de 2024.

A escolha foi consumada após um dia conturbado devido à indicação do bolsonarista pelo PL. Por considerarem o parlamentar mineiro excessivamente radical, partidos da base do governo Luiz Inácio Lula da Silva ameaçaram retirar todos os nomes já postos para as presidências dos colegiados aos quais tinham direito caso a indicação de Nikolas fosse mantida. No entanto, após horas de negociação, o nome foi mantido.

Inicialmente, não era o desejo do deputado comandar o colegiado, mas foi convencido por outros bolsonaristas a aceitar. Nikolas está em Belo Horizonte, de licença-paternidade após o nascimento de sua primeira filha, na última segunda-feira (6), e só deve retornar a Brasília na semana que vem.

Reservadamente, lideranças do PL admitem que a escolha do parlamentar foi uma forma de “provocar” o governo Lula. Nikolas foi escolhido de última hora pela bancada. Na reunião de líderes da terça-feira (5), o partido havia apresentado nomes mais moderados, como Joaquim Passarinho (PA) e Soraya Santos (PL). A mudança irritou os governistas.

Em um vídeo enviado à comissão nesta quarta-feira, Nikolas Ferreira citou como principais pautas a tratar no ano o novo Plano Nacional de Educação a ser enviado pelo governo, a violência nas salas de aula e o homeschooling – uma das principais bandeiras do bolsonarismo na educação.

Maior bancada da Câmara, o PL também irá comandar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a mais importante e cobiçada da Casa, indicou para o cargo a deputada Caroline de Toni (SC), nome que também não agrada ao governo. Os bolsonaristas ainda presidiram as comissões de Previdência Social e Família, com o deputado Pastor Eurico (PE), e de Segurança Pública, com Alberto Fraga (DF).

Fonte: Jornal O Tempo – Por Levy Guimarães