quarta-feira, julho 17, 2024
DESTAQUENOTÍCIASREGIÃO

Polícia Civil de MG desmantela redes de tráfico e homicídio em Rodeiro

Durante a operação, três suspeitos foram presos e um adolescente apreendido.

Na madrugada desta quarta-feira, 26 de junho, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu três homens, um de 19 e dois de 26 anos, e cumpriu dez mandados de busca e apreensão durante a operação Tartarus, em Rodeiro, cidade a 77 quilômetros de Além Paraíba.

Durante a ação, destinada a desmantelar um grupo criminoso investigado por envolvimento com tráfico de drogas e homicídios no município, foi cumprida ainda a internação provisória de um adolescente.

Por meio de investigação, que durou cerca de seis meses, a PCMG identificou a atuação de um grupo organizado responsável pela distribuição de entorpecentes e por uma série de homicídios relacionados ao controle de pontos de venda de drogas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Douglas Motta, “os presos desempenhavam funções de logística, armazenamento e distribuição nas organizações criminosas. Além das prisões, a polícia apreendeu grande quantidade de drogas, armas de fogo, munições, veículos e uma quantia significativa de dinheiro em espécie”.

Uma granada, que estava mal acondicionada e com risco de explosão, também foi apreendida. A equipe da Coordenação de Recursos Especiais (Core) em Belo Horizonte foi acionada para manuseio e destruição do artefato. (assista ao vídeo da detonação do artefato no Instagram (@sitedomarcelolopes).

Os crimes

No dia 29 de abril deste ano, por volta das 23h, um homem de 19 anos foi assassinado no bairro Henrique Vanelli, em Rodeiro. Na ocasião, diversos indivíduos, utilizando máscaras, abordaram a vítima e a executaram com aproximadamente dez disparos de arma de fogo.

No mês seguinte, no dia 8 de maio, dois homens em uma motocicleta chegaram a um bar, na região central de Rodeiro, e efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra uma vítima, de 26 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Na casa da vítima foram apreendidos uma arma de fogo, munições e drogas ilícitas, incluindo 34 quilos de cocaína. As investigações apontaram que essa carga de entorpecente poderia ter causado um rompimento no grupo criminoso, que passou a disputar sua propriedade.

Combate à criminalidade

O delegado Douglas Motta destacou a importância dessa ação policial para desarticular o esquema criminoso investigado e reduzir a violência na região. “A operação Tartarus representa um golpe significativo contra o tráfico de drogas e os crimes violentos associados a essa atividade. Continuaremos trabalhando para garantir a segurança da população e enfraquecer essas organizações criminosas”, afirmou.

O delegado acrescentou que “a colaboração da comunidade, por meio de denúncias anônimas, foi crucial para o sucesso da operação e será fundamental para futuras ações de combate ao crime organizado”.

As investigações prosseguem para identificar e prender outros investigados foragidos.

Operação

O nome da operação faz uma referência ao Tártaro da mitologia grega, um abismo profundo usado como prisão para os piores criminosos e entidades malignas. Assim como na mitologia, a operação visa confinar e neutralizar agentes perigosos que ameaçam a segurança e a paz da sociedade.

A operação reuniu cerca de 50 policiais civis que atuam em investigações sobre tráfico de drogas e homicídios em Ubá, com apoio da Polícia Penal.

O que foi apreendido na Operação

▪️Aproximadamente 2.400 pinos de cocaína

▪️7 porções grandes de cocaína

▪️Meia barra de cocaína

▪️8 barras de maconha

▪️2 porções grandes de maconha

▪️Aproximadamente 300 buchas de maconha

▪️3 armas de fogo

▪️Aproximadamente 150 munições de calibres diversos, inclusive de fuzil

▪️1 granada

▪️2 balanças de precisão

▪️2 veículos

Fonte e fotos: Portal-Site Marcelo Lopes com informações da ASCOM 4º Depto. PCMG